Pandemia do novo coronavírus ‘trouxe’ inovação para área da educação

As mudanças causadas pela pandemia do coronavírus se estenderam por diversos setores, atingindo também a educação. Logo, o sistema educacional precisou se reinventar, trazendo novidades para a área. Veja a seguir:

Com a crise do coronavírus e o isolamento social, todos os setores que regem o funcionamento da sociedade precisaram sofrer alterações, tanto para a segurança dos envolvidos quanto para evitar um colapso ainda maior na economia.

Os restaurantes e lanchonetes passaram a trabalhar somente como delivery, contratando empresas que oferecem serviço de entrega ou entrando para aplicativos como o Uberats e o Ifood. Enquanto isso, as farmácias passaram a atender, dentro do estabelecimento, apenas dois clientes por vez a fim de evitar a aglomeração.

E a educação também sofreu alterações. Além da possibilidade a matrícula escolar online em 2021um serviço que já havia sido proporcionado pelo avanço da tecnologia no setor educacional, as instituições de ensino precisaram adaptar também a sua forma de entregar o conhecimento.

Não levou muito tempo para que as instituições do ensino privado adaptassem o seu currículo para o ensino a distância. Existem diversos aplicativos e plataformas que podem ser utilizados e aqui vão alguns exemplos:

TeamLink

O TeamLink tem sido bastante utilizado pelas instituições de ensino que atendem alunos do ensino infantil, fundamental e médio. Na plataforma, cada professor tem um código de sala de aula o qual é utilizado pelos estudantes para acessar o conteúdo online.

O TeamLink também permite que os alunos se comuniquem com o professor através da câmera de vídeo ou do microfone.

Microsoft Team

Uma outra plataforma que pode ser encontrada tanto como aplicativo quanto como programa para computador e notebook. Geralmente, o sistema tem sido utilizado por instituições de ensino particular do nível superior, já que oferece um bom funcionamento da ferramente de salvar as aulas.

Assim, os estudantes podem assistir ás aulas gravadas fora do período em que ocorre a aula online, facilitando muito o ensino para aqueles alunos que tiveram alteração na sua rotina devido a pandemia.

Google Classroom

Uma outra opção, neste caso, que está sendo mais utilizada por professores particulares e informais é o Google Classroom. Na verdade, de todas as opções mencionadas, o Google Classroom é o menos utilizado, o que tem não tem a ver com o funcionamento do programa, mas com a baixa popularidade do mesmo.

O serviço é uma possibilidade já inclusa da conta do Gmail e para acessar, basta verificar as funções no Google e criar a sua sala de aula virtual.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *